Por que amar a festa junina?


A festa junina acontece em diferentes países, como Portugal, Suécia e França. No Brasil, ela foi adaptada ao gosto nacional e é uma das comemorações mais tradicionais e aguardadas do ano.


Por: cristiano | postado em: 18 de junho de 2013
Categorias: Cultura, Curiosidades tags , , , , , , , .

A festa junina acontece em diferentes países, como Portugal, Suécia e França. No Brasil, ela foi adaptada ao gosto nacional e é uma das comemorações mais tradicionais e aguardadas do ano. Das brincadeiras e comidas às quadrilhas hi-tech e sanfonas tocadas em aplicativos, veja como acontecem as festas juninas brasileiras.

A tradição As festas juninas são, tradicionalmente, ligadas à igreja e às comemorações dos santos do mês: São João, São Pedro e Santo Antônio. A festa folclórica portuguesa foi trazida para o Brasil pelos colonizadores e adaptada aos costumes locais – especialmente os do Nordeste. As roupas “caipiras” vieram do modo de se vestir dos camponeses e trabalhadores rurais que habitavam a região no período. As comidas feitas com milho, como a canjica, pipoca e pamonha, eram uma forma de agradecer aos santos pela colheita. Nestas festas já haviam os enfeites, as brincadeiras e as danças. E é justamente por estas tradições que a festa é tão amada.

Como acontece As comemorações podem ser feitas tanto em festas familiares quanto em grandes manifestações populares. Nas festas de São João de Caruaru e de Campina Grande, poucas coisas foram mudadas. Além da fogueira e das barracas de comidas típicas – como arroz doce, bolo de milho, canjica, pé-de-moleque, pipoca, batata doce e cuzcuz – , outros elementos são indispensáveis: a decoração, com bandeirinhas e balões e as barracas, com brincadeiras como pescaria, tiro ao alvo, ovo na colher e corrida de sacos.

As simpatias aos santos, principalmente Santo Antonio, que é conhecido como o santo casamenteiro, são as mais procuradas. Durante a festa também são trocados os correios elegantes, bilhetinhos assinados ou anônimos que os solteiros usam para paquerar.

Um dos momentos altos é a apresentação da quadrilha. Geralmente com forró ou músicas tradicionais, os casais vestidos de caipiras encenam um casamento de um matuto e seus convidados. E para chegar ao tal casório atravessam ponte quebrada, cobra na estrada, chuva, entre várias peripécias. Nas festas das comunidades o dinheiro vai para manutenção e obras das igrejas.

Novidades Em grandes eventos, as festas já ganharam ares de superprodução e trazem artistas de renome para comandar os shows, que acontecem paralelos às festas. Assim como o Carnaval, atraem turistas de todas as partes do mundo, com pacotes para todos os tipos de bolsos.

As novidades que dão mais tempero às tradições são as apresentações das quadrilhas. Algumas compõem sua própria música, colocam elementos teatrais ou acrobáticos na coreografia tradicional, ou ainda usam hits do momento ou remixes para dar mais ritmo à quadrilha.

Em 2013, o tradicional São João de Campina Grande, considerado o maior do mundo, completa 30 anos e vai contar com o Android Accordion, um aplicativo criado pelo estudante Gilian Pablo que permite que qualquer um possa baixar e tocar sanfona no tablet ou smartphone para comemorar.

As maiores festas do Brasil Todas as regiões do Brasil tem festas tradicionais, mas o Nordeste concentra as comemorações de São João mais grandiosas. Uma delas é a de Campina Grande. A festa tem muitas atrações, entre elas, grupos regionais e shows de artistas e bandas como Calypso, Fagner, Elba Ramalho e Genival Lacerda.

Outro São João grandioso é de Caruaru . Nesta festa há apresentações de artistas renomados, ingressos a partir de 40 reais e até camarote para curtir de perto as atrações. Em 2013, além de bandas de forró como Calcinha Preta e Aviões do Forró, os sertanejos Luan Santana e Munhoz e Mariano também agitam o público em dois na área externa do Chevrolet Hall.

No interior de São Paulo, a cidade de Votorantim leva o título de ser a maior festa beneficente do estado. Em 2013 acontece a 98° edição da festa, com shows e atrações variadas, entre elas, CPM22, Cristiano Araújo e Turma do Pagode. “A grande vocação da festa continua sendo ajudar as entidades assistenciais de Votorantim”, disse em nota a primeira-dama de Votorantim, Helena Amália da Silva, também presidente da Comissão Municipal de Assistência Social (Comas). “A dedicação dos envolvidos dá um valor muito especial à festa desde os primeiros preparativos, que começaram em janeiro”, concluiu.